A logística é um dos principais setores de um empreendimento, independentemente do seu segmento. Uma boa estratégia de transportes garante que os insumos sejam entregues a tempo e, assim, a cadeia produtiva da empresa não sofre com atrasos ou interrupções.

Ao mesmo tempo, é igualmente importante que os produtos ou serviços cheguem dentro do prazo para o cliente final. Dessa forma, percebe-se a importância de se ter um sistema logístico bem estruturado para a satisfação dos consumidores e o sucesso de um negócio.

A diversidade dos negócios hoje em dia e o crescimento do mercado de logística pedem por serviços mais flexíveis e customizados. Nem sempre uma empresa precisa fazer entregas com um alto volume de produtos. Às vezes, o que ela precisa é de uma solução diferenciada para oferecer fretes menores. Nesse contexto, o sistema de transporte de carga fracionada é uma alternativa que visa otimizar os custos e a performance, possibilitando o envio de cargas pequenas.

Se você se interessa pelo assunto e gostaria de saber mais sobre o que é carga fracionada e como ela funciona, continue a leitura e solucione as suas 4 principais dúvidas sobre esse sistema de logística. Acompanhe!

1. Entenda o que é a carga fracionada

Origem da carga fracionada

Tempos atrás, empresas realizavam seus transportes com frotas e veículos próprios. Com o tempo, muitas organizações, sobretudo as que trabalhavam com o varejo, começaram a perceber um problema com a subutilização dos caminhões.

Quase sempre não era necessário encher um veículo inteiro apenas para fazer algumas remessas. Essa prática, então, se provou um enorme desperdício não somente de espaço, mas de recursos, como tempo e dinheiro, para a empresa.

Assim, com o tempo, o serviço de transportadoras se popularizou e muitos empreendimentos decidiram descontinuar o uso de seus caminhões, optando pela contratação deste serviço. Dessa maneira, não precisariam arcar com altas despesas com funcionários e nem movimentar um veículo com pouca carga, pagando agora somente pelo espaço utilizado em um caminhão e/ou por remessa.

Logo, o setor logístico percebeu uma crescente demanda por transportes mais flexíveis e a solução conhecida como carga fracionada começou a fazer sucesso no mercado. Essa alternativa também trazia benefícios para as próprias transportadoras, pois resolvia o problema de subocupação de seus carros, que agora podiam circular cheios, atendendo a vários clientes ao mesmo tempo.

O sistema de transporte de carga fracionada hoje

As mudanças no setor de transporte permitiram, com o sistema de carga fracionada, que micro e pequenas empresas negociassem fretes sem precisar arcar com os gastos de um caminhão todo. Dessa maneira, clientes menores passaram, finalmente, a ter acesso ao serviço de transportadoras.

Assim, basicamente, o serviço de transporte de carga fracionada permite que remessas em tamanho e quantidade menores — que jamais conseguiriam preencher um veículo inteiro caso fossem enviadas sozinhas — sejam enviadas para diversas partes do país ou do mundo em um espaço compartilhado com a carga de outros clientes.

Nesse tipo de método, a carga geralmente divide o espaço com outras da mesma característica. Para oferecer um melhor serviço, transportadoras consideram o tipo do produto que será enviado e o agrupa com outros semelhantes a fim de garantir a integridade na hora de manusear e transportar os itens.

O sistema de cargas fracionadas agrada muitas organizações por conta da economia favorável que ele proporciona. Ao compartilhar o espaço de um caminhão com outros clientes, as empresas rateiam o custo do frete e podem, assim, conseguir um bom serviço de transporte por um preço bem mais em conta.

Concomitantemente, empresas de diversos tamanhos e segmentos começaram a perceber o quanto manter grandes estoques estava saindo caro e até gerando prejuízos para seus negócios.

Optar por um sistema de entregas menores e um estoque enxuto favorece o fluxo contínuo da cadeia de produção com o mínimo necessário: os setores só compram ou vendem o suficiente para poder passar para a próxima fase do processo.

Diferença entre carga fracionada e completa

Enquanto no sistema de carga fracionada o cliente paga apenas pela parte do caminhão que vai ocupar com seus produtos, a carga completa pressupõe que um caminhão inteiro será usado exclusivamente pela contratante para o transporte de suas mercadorias. Mesmo que não o preencha totalmente com sua carga, a empresa precisará arcar sozinha com os custos com a transportadora pelo frete.

Esse sistema é interessante para empresas que não desejam compartilhar espaço com outras e preferem ter um serviço exclusivo. Essa também é uma opção para aquelas que precisam transportar um grande volume de mercadorias que, de fato, preencherá um caminhão completo.

Ao mesmo tempo, as cargas fracionadas precisam aguardar as outras serem embarcadas para que a viagem se inicie e, além disso, a rota do caminhão será a mesma para todos os produtos.

Sendo assim, o sistema de cargas completas é o melhor caminho para empresas que não podem esperar e precisam de um transporte urgente ou que precisam realizar um frete por uma rota alternativa.

2. Saiba como é feito o transporte de carga fracionada

O transporte de carga fracionada busca reunir diversas cargas de múltiplos clientes que estão sendo direcionadas para diferentes cidades ou distritos, otimizando uma única rota. Para tal, o sistema se organiza de modo que consiga realizar coletas e entregas em cada local respeitando os prazos acordados com os clientes.

Os transportes são, em geral, realizados em modais rodoviários, o que assegura mais segurança e tranquilidade da viagem e entrega da carga até seu destino final, evitando atrasos e falhas. Por conta de todas as vantagens que a carga fracionada oferece, é um serviço que atrai encomendas de pequenas, médias e grandes empresas.

A organização da carga pode acontecer da seguinte forma: mercadorias pequenas são geralmente reunidas em veículos menores e ordenadas de acordo com a rota, que já foi preestabelecida antes da viagem, facilitando o sistema de entregas. Cargas maiores são separadas em diferentes lotes e transportadas em veículos de grande porte até seu destinatário.

Por conta da diversidade de produtos com os quais o sistema de carga fracionada trabalha, a frota das transportadoras conta também com, além de caminhões, veículos menores e mais modernos, o que maximiza o potencial de entrega, conectando vários destinos e pontos pelo país ao mesmo tempo.

A transportadora precisa traçar um cronograma e um calendário de entregas, estabelecendo o tempo de chegada de cada mercadoria. Assim, esse sistema exige organização e a presença de uma equipe treinada capaz de cumprir protocolos e realizar checagens para que nenhuma carga seja perdida ou entregue no local errado.

Muitas transportadoras têm o cuidado de reunir produtos similares no mesmo espaço ou carro. Isso é especialmente importante quando é necessário o transporte de itens alimentícios ou perecíveis, que podem sofrer algum tipo de contaminação em contato com outros produtos.

Essa prática mostra, mais uma vez, como o sistema de carga fracionada busca pensar de forma estratégica, sempre tentando otimizar serviços e oferecer também qualidade e segurança no atendimento aos seus clientes.

3. Conheça os principais desafios do transporte desse tipo de carga

Organizar rotas, trajetos e diversas mercadorias de diferentes origens em um mesmo caminhão não é um processo tão simples, portanto, transportadoras que trabalham com carga fracionada precisam enfrentar desafios para entregar o melhor serviço para seus clientes.

Para isso, transportadoras criaram diversos procedimentos para a melhoria contínua dos processos, como o controle de identificação rigoroso da carga. Os sistemas de etiquetas inteligentes, com o uso de códigos de barras, são muito utilizados e auxiliam na ordenação e reconhecimento das mercadorias.

Outro ponto importante é o constante treinamento e capacitação da equipe. Um time de operadores que domina os procedimentos é essencial para que o trabalho seja feito com segurança, minimizando erros e falhas.

O risco de que a carga sofra danos ao longo do caminho é uma das maiores preocupações dos clientes, e também uma prioridade para as transportadoras que desejam oferecer a melhor experiência para seus contratantes.

Como a rota e o espaço no caminhão são compartilhados, uma mesma mercadoria pode ser manuseada diversas vezes em um mesmo trajeto. Assim, os riscos com acidentes são mais altos do que quando a carga permanece intocada durante a viagem.

Para contornar essa situação, transportadoras de carga fracionada investem em recursos que ofereçam um empacotamento com alta proteção. Mesmo assim, muitos clientes que trabalham com mercadorias extremamente delicadas ou muito valiosas ainda podem se sentir inseguros para aderir a esse sistema.

Nesse contexto, a tecnologia aparece como aliada das transportadoras, conferindo mais segurança no transporte de itens. O sistema de rastreamento de veículos e carga — no qual o cliente também pode acompanhar o trajeto de sua mercadoria por meio de aplicativos em tempo real — permite maior controle e garantia de que os produtos de fato chegarão ao seu destino.

O tempo também é uma questão quando o assunto é a carga fracionada. Como o caminhão precisa ficar mais tempo em tráfego e fazer um número maior de paradas para atender diferentes clientes, o prazo de entrega de uma mercadoria pode ser um pouco mais extenso do que o que acontece com a carga completa.

Por mais que transportadoras se esforcem para otimizar rotas, existem fatores que, muitas vezes, fogem do controle da empresa e impactam no tempo de movimentação, como o atendimento em terminais e pontos de desembarque e embarque.

Empresas que precisam que suas mercadorias sejam entregues o mais rápido possível e fazem questão que seus produtos permaneçam no mesmo caminhão da origem até o destino, podem preferir o transporte por carga completa.

Todavia, se souberem organizar seus processos internos e fazer um bom planejamento de logística para poder optar pela carga fracionada, conseguirão despachar seus produtos por uma fração do custo do frete por carga completa.

4. Saiba como a sua empresa pode ter sucesso com esse transporte

Benefícios da carga fracionada

1. Redução de custos

Em comparação aos outros tipos de transporte, a carga fracionada é a que oferece o melhor custo-benefício. Para os clientes, a possibilidade de fazer transportes em alta performance por um valor bem mais atrativo é a maior vantagem desse sistema logístico.

Ao adotar um sistema com um valor mais vantajoso, tanto empresas quanto fornecedores conseguem negociar preços mais competitivos e, assim, atrair mais clientes, expandir seus negócios e aumentar lucros.

2. Mais controle

As inovações tecnológicas aliadas aos sistemas modernos de logística e movimentação de cargas permitem a rastreabilidade dos produtos e dos veículos, o que representa um grande ganho para a segurança das mercadorias. Esse avanço minimiza os riscos com possíveis extravios, acidentes e assegura uma entrega garantida e dentro do prazo estipulado.

Filiais e terminais de paradas também contam com sistema de câmeras e apenas um pessoal autorizado e treinado pela transportadora manipula a carga, que está devidamente identificada e etiquetada com códigos de barra. Esses atributos contribuem para redobrar a segurança e oferecer um serviço mais eficiente.

3. Flexibilidade

Com o transporte de carga fracionada, uma empresa não precisa esperar preencher todo um caminhão para então começar a distribuir seus produtos. Essa alternativa logística oferece uma solução mais flexível, já que várias remessas de diferentes companhias podem ser enviadas ao mesmo tempo.

Desse jeito, empresas podem fazer remessas de acordo com suas necessidades, aumentando a eficiência do serviço e realizando entregas mais rápidas. Além disso, por conta da agilidade, a empresa consegue aumentar a frequência da reposição de seus insumos, podendo, assim, trabalhar com um estoque reduzido.

Fazer uma boa gestão de estoque é crucial para o sucesso de uma empresa, uma vez que o acúmulo de produtos parados em estoque representa prejuízo para a organização, ao mesmo tempo em que a falta de insumos pode afetar negativamente a cadeia produtiva.

Com o recurso da carga fracionada, remessas de todos os tamanhos podem ser entregues a qualquer momento, permitindo que a empresa faça uma compra ou encomenda de emergência caso sua produção demande.

Por outro lado, no momento da compra, a empresa pode optar por fazer um pedido enxuto a fim de não causar acúmulo em estoque e depois, caso aconteça algum imprevisto, pode contar com a transportadora para realizar uma compra de última hora.

4. Diversidade de opções para negócios em ascensão

No mundo de hoje, altamente globalizado e conectado, o sucesso pode aparecer de repente. À medida que o consumo online cresce, existe um crescimento de pequenos e médios produtores que oferecem diversos tipos de produtos por meio de e-commerces. O aumento de vendas nesse setor tem impacto direto no sistema de distribuição de pequenas remessas, que recebe grande procura.

Para suprir a demanda e as expectativas dos clientes e acompanhar o crescimento de lojas online, o sistema de carga fracionada é a alternativa que melhor atende um negócio que exige intensa movimentação de produtos.

Uma vez que uma empresa não precisa esperar que um caminhão seja preenchido para poder enviar seus produtos, ela pode tirar vantagem desse sistema e enviar múltiplas remessas ao mesmo tempo.

Dessa forma, com uma nova estratégia de entregas que prova ser mais eficiente, versátil e economicamente vantajosa, essas organizações encontram espaço para expandir seus negócios e atender cada vez mais consumidores.

Como escolher a transportadora de carga fracionada certa para seu negócio

1. Conheça as necessidades de sua empresa

Examinar as necessidades do seu negócio e entender claramente quais são suas principais demandas é um passo básico na hora de buscar por uma empresa de logística.

Desse jeito, você sabe exatamente o que esperar e o que procurar em uma transportadora. Essa etapa deve ser realizada logo no início, antes do começo das pesquisas e avaliações de possíveis parceiros. Assim, você consegue fazer buscas mais assertivas e escolher com mais facilidade a empresa de transportes adequada para seu negócio.

2. Pesquise e busque referências

Ao contratar o serviço de qualquer empresa, pesquisar incessantemente e buscar referências nunca é demais — especialmente com relação ao setor de fretes, pois este será responsável por representar sua marca perante os clientes e entregar seus produtos.

Afinal de contas, qualquer mercadoria entregue com avarias ou perdida fará com que os consumidores reclamem com sua empresa, e não com a transportadora. Portanto, todo o cuidado é pouco na hora de escolher seus parceiros de negócio.

Peça referências de colegas do seu ramo, fornecedores e conhecidos. Cheque a reputação das empresas em potencial no mercado e na internet. É uma boa ideia também se informar sobre as tendências e melhores práticas do setor de logística, conferir o Serasa da empresa, e depois verificar se a transportadora com a qual você negocia possui ou oferece tais serviços.

3. Prefira especialização e expertise

Procure por empresas que possuam experiência de mercado e processos específicos para o manuseio e transporte de produtos delicados. Independentemente do seu tipo de produto, é sempre bom saber que você contratou uma transportadora cuja equipe costuma trabalhar com cuidado.

Observe também se a transportadora é rigorosa em relação aos prazos. Produtos entregues constantemente com atraso podem ser fatais para a sustentabilidade do seu negócio.

Por fim, o ideal é sempre buscar por empresas que ofereçam expertise em serviços de frete, que tenham afinidade com o segmento com o qual sua empresa trabalha, ou que já tenham atendido clientes desse ramo.

4. Avalie a frota

É sempre importante avaliar dados referentes frota da empresa que deseja contratar. Cheque o estado de conservação e manutenção dos veículos, uma vez que carretas desatualizadas e gastas podem representar um grande risco para o transporte dos seus produtos.

5. Verifique a esfera de atuação

Nesse momento de procura, é essencial optar por uma transportadora que atue em regiões ou estados que atenderão seu tipo de negócio. Em geral, empresas que trabalham com rotas mais longas e efetuam trajetos mais distantes costumam oferecer melhor custo-benefício.

Cabe à contratante estudar se essa opção será viável para atender as suas demandas. Se você pretende fazer entregas entre distâncias mais curtas e deseja mais agilidade, pode ser melhor procurar por transportadoras especializadas nesse tipo de atividade.

6. Considere sempre o custo-benefício

O transporte de mercadorias é uma tarefa de grande responsabilidade, que pode colocar as operações de seu negócio em xeque. Portanto, ao procurar por uma transportadora parceira, avalie sempre o custo-benefício.

O porte da empresa contratante pode influenciar muito na decisão sobre qual empresa de transportes escolher. De qualquer forma, embora a possibilidade de reduzir os custos seja muito atraente, optar por uma transportadora apenas pelo preço pode ser uma manobra perigosa.

Afinal, o barato pode sair bem mais caro no futuro. Ao selecionar uma empresa de qualidade duvidosa, você coloca não somente sua carga em risco como também a reputação e imagem de sua empresa. Caso a transportadora não cumpra com o prometido, você pode sofrer com a perda de clientes, que por sua vez ficarão muito insatisfeitos.

7. Veja se a transportadora investe em segurança e tecnologia

Elemento fundamental nos dias de hoje, estar alinhado com a tecnologia e oferecer ferramentas e soluções digitais é um grande diferencial. Assim, priorize em sua busca transportadoras que investem em inovação para oferecer mais qualidade no serviço e segurança para sua carga.

Para o sistema de logística, o recurso de rastreamento da mercadoria é essencial. Confira se a empresa oferece esse serviço e também se é possível acompanhar o andamento de sua carga por meio de aplicativos ou ferramentas compatíveis com dispositivos móveis.

8. Opte por diversidade de soluções

Em momentos ou circunstâncias diversas, seu negócio pode exigir soluções diferenciadas. Dessa maneira, considere contratar uma empresa de transportes versátil, que ofereça uma multiplicidade de opções e serviços personalizados. Assim, você garante que essa transportadora possa ser uma parceira em longo prazo e atenda a variadas demandas que sua organização possa vir a ter.

A gestão de transportes é vital para o sucesso de qualquer negócio. Buscar formas de reduzir custos e garantir os melhores serviços pode ajudar uma empresa na hora de expandir e fortalecer sua marca.

Nesse contexto, o transporte de carga fracionada se apresenta como uma solução inovadora e versátil, capaz de atender a empresas dos mais diversos segmentos, oferecendo serviços sob medida para apoiar seu sucesso!

Você gostou de ler sobre o transporte de carga fracionada? Solucionou suas dúvidas? Então aproveite sua visita em nosso blog para assinar nossa newsletter. Assim, você será sempre o primeiro a receber nossas novidades e atualizações diretamente por e-mail!

CTA_Patrus_Guia definitivo do transporte de cargas fracionadas_final