As empresas contemporâneas lidam diariamente com uma infinidade de dados e informações. Com tantos processos e tarefas a executar, a quantidade de informação gerada é imensa e está presente em todos os setores de uma empresa. Daí a importância de se falar no uso do Big Data em logística.

Via de regra, o importante não é a quantidade de dados que a logística gera, mas o que o gestor faz com todos eles. Em outras palavras, saber utilizar essas informações a seu favor pode ser o segredo para o sucesso do seu setor.

Nunca ouviu falar no Big Data ou tem dúvidas sobre o assunto? Então, fique atento a este post e aperfeiçoe os seus conhecimentos!

O que é Big Data?

Embora o nome Big Data seja uma novidade do universo empresarial, ele já se tornou uma realidade dentro das grandes empresas do mercado. Ainda assim, é comum encontrarmos profissionais e gestores que têm dúvidas ou desconhecem esse conceito.

Assim sendo, de maneira bem simplificada, Big Data pode ser conceituado como o volume de dados gerados a todo instante em uma empresa.

Com essa explicação, você poderia pensar que não se trata de uma grande novidade, afinal as empresas sempre geraram dados, não é mesmo? Entretanto, o grande diferencial desse recurso é a possibilidade e o incentivo ao uso dessas informações de maneira relevante.

Portanto, é feito o cruzamento de dados para gerar valor para o negócio. Quanto mais informações a empresa tem, mais conhecimento ela adquire sobre seus consumidores e sua área de atuação.

Conheça os vês do Big Data

Para que fique ainda mais claro esse conceito, é interessante citarmos os cinco vês que dão embasamento ao Big Data:

1. Volume

Refere-se à quantidade de dados com que o Big Data trabalha.

2. Variedade

Quanto maiores e variados são os dados, mais complexa se torna a análise e mais oportunidades são geradas para a empresa.

3. Velocidade

É preciso assegurar que o processamento e a análise dos dados sejam ágeis.

4. Veracidade

É importante se certificar de que os dados sejam verdadeiros.

5. Valor

É preciso concentrar esforços em dados e análises que gerem valor para o negócio.

Como o Big Data pode ser aproveitado em logística?

Após compreender melhor o conceito de Big Data, não é difícil visualizar como esse processo pode ser bem aproveitado dentro do setor de logística.

A logística, como você sabe, é uma área que lida com inúmeros dados e informações. Aliás, para que uma empresa opere de maneira produtiva, os seus processos logísticos devem estar perfeitamente em harmonia, pois as falhas podem comprometer as vendas e os lucros.

Dentre os diversos dados logísticos relevantes para qualquer empresa, podemos citar as informações sobre:

  • características dos produtos;
  • quantidade e tipos de produtos em estoque;
  • frota de veículos e funcionários;
  • volume de entregas e mercadorias mais vendidas;
  • rastreio de mercadorias;
  • perdas e avarias durante armazenamento, manuseio e transporte;
  • prejuízos com roubo de cargas;
  • gastos logísticos.

São tantas informações importantes, que deixá-las passar despercebidas seria um grande erro. Portanto, o Big Data pode ser implementado ao cotidiano do setor de logística para que os gerentes consigam ter uma visão mais estratégica do negócio.

Saber cruzar e interpretar esses dados é essencial para manter o negócio competitivo e planejar uma atuação mais eficiente. Ou seja, o Big Data é o instrumento capaz de contribuir para o alcance de uma logística de excelência.

Quais os benefícios do Big Data em logística?

Diante do apresentado, podemos afirmar que o uso do Big Data em logística pode trazer inúmeros benefícios para o setor. Mais do que isso, essa estratégia pode refletir positivamente nos resultados de todo o negócio e, portanto, merece ser estudada.

Para acabar com qualquer dúvida sobre o tema, trouxemos as principais vantagens de se apostar nessa ferramenta. Acompanhe:

Permite uma tomada de decisões rápida e eficiente

Com o uso do Big Data em logística, o gestor tem em mãos todas as informações de que precisa para tomar decisões de maneira segura e rápida.

Assim, por exemplo, por meio da análise e cruzamento de dados, o gerente logístico percebe que os custos com os processos de transporte estão elevados e a qualidade do serviço prestado está deixando a desejar, sendo possível concluir, de maneira segura, pela contratação de uma nova transportadora.

Amplia a velocidade e a precisão das entregas

Em um mercado que demanda entregas rápidas e com qualidade, o Big Data pode ser o seu grande diferencial. Em resumo, as tecnologias de geolocalização e o lançamento de dados em softwares de gestão de estoque podem facilitar esse processo, reduzindo o prazo das entregas e permitindo que elas sejam mais seguras.

O gerente pode visualizar com facilidade os produtos mais vendidos e as regiões em que se concentram grande parte de seus clientes. A partir disso, pode pensar em meios de tornar as entregas mais eficientes.

Favorece maior previsibilidade de vendas sazonais

Como você sabe, um dos desafios do setor de logística é manter o estoque preparado para atender às necessidades de seus clientes. Com o uso do Big Data, isso se torna muito mais simples.

Com a análise de dados referente às vendas, é possível identificar épocas do ano em que determinado produto apresenta maior saída e se preparar adequadamente para essa demanda, visando a ganhos de eficiência e economia de recursos.

Aumenta o controle sobre a cadeia de suprimentos

Nos últimos anos, o supply chain management passou a ser muito valorizado em logística. Afinal, a gestão e o controle da cadeia de suprimentos se mostra muito eficaz para aproximar a empresa de seus parceiros e elevar a qualidade de sua logística.

O Big Data permite que ainda mais informações sejam compartilhadas e utilizadas, contribuindo significativamente para a melhoria dos processos logísticos e ganhos em relação satisfação do cliente.

Conseguiu entender o porquê de se apostar no Big Data em logística? Todo negócio que está em busca de uma operação mais eficiente para, com isso, se destacar no mercado deve aprender a aproveitar o volume de dados gerados durante seus processos.

Concluindo, o sucesso empresarial pode ficar ainda mais próximo quando se aproveitam essas informações adequadamente no setor de logística.

Se você gostou deste material e quer aprender ainda mais, então veja agora o que é e como funciona o dropshipping!